Quero Vê-los Voar

Os nossos filhos são tudo para nós. Acordamos, adormecemos, andamos, paramos, respiramos, existimos, sempre a pensar neles. Queremos protegê-los de tudo e de nada. Às vezes julgo que os protegemos demais. Outras, talvez, de menos. A parentalidade não é uma ciência exacta e consiste também num processo de aprendizagem, durante o qual os pais tropeçam de quando em vez.

Quando vêm ao mundo, os miúdos só têm olhos para os progenitores. Mas com o passar dos anos tudo muda e começamos então a ser subalternizados pelos amigos e pelas namoradas. Continuamos a ser os pilares (se tudo correr bem), mas eles já têm mais em que pensar do que no papá e na mamã.

fullsizeoutput_52f4

O tempo leva-os a ser cada vez mais deles mesmos, tal como nos levou a nós a sermos cada vez mais de nós próprios. Mas isso não invalida que sejam também nossos, nem que os sintamos como nossos para todo o sempre.

Aos meus, só lhes desejo que saibam voar e que saibam cair, que saibam levantar-se de cada vez que tropeçarem. Só lhes desejo que conquistem. Que conquistem o mundo, se lhes apetecer. Não quero guarda-los só para mim. Nem posso. Quero sim, que sejam felizes. Aliás, que continuem a ser felizes. Enquanto não crescem o suficiente para se fazerem à vida sozinhos, divertimo-nos à brava. Juntos!

Written by Luís Maia

Luís Maia nasceu a 15 de Outubro de 1976, na Póvoa de Varzim. Licenciou-se em Comunicação Social no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Em 1999 trocou um emprego em part-time, num call center, por um estágio remunerado somente com senhas de refeição, na redação da TVI. Iniciou aí uma carreira de repórter que o levou a produtoras como a Duvideo, Teresa Guilherme Produções e Comunicassom, para além do jornal 24 Horas e de estações como a TVI e a SIC. Entre 2008 e 2009 viveu em Angola, onde coordenou o entretenimento do primeiro canal privado daquele país, a TV Zimbo. Actualmente trabalha para a FremantleMedia, fazendo reportagens em directo no segmento de actualidade criminal, do programa Queridas Manhãs da SIC. É baterista reformado, ex-futuro jogador de poker. Mas é, sobretudo, marido, pai e, segundo consta, bom chefe de família.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: