Saber Parar

Quem me conhece sabe que tenho dificuldade em parar. Estou quase sempre a fazer qualquer coisa, a tentar produzir qualquer coisa, a tentar criar, ou a espreitar caminhos por onde nunca me tinha aventurado antes. Há muitos anos que devo muitas horas à cama, porque sou um curioso, um inquieto. Ando sempre à procura.

A gerir o meu tempo, acho-me apenas medíocre. Com um pouco mais de organização, teria uma vida muito mais descansada. Mas também tenho noção que este ritmo acelerado ajudou-me a crescer, ajudou a fazer de mim um homenzinho.

O que talvez nunca tivesse percebido de forma tão clara como neste ano, é que também é preciso parar. Parar completamente. Não apenas fingir que se está a descansar, para constantemente agarrar pontas soltas. É preciso desligar o motor, de quando em vez. E quando o fizermos, muitas vezes, estaremos a produzir mais do que quando enterramos o pé no acelerador como se não houvesse amanhã.

Às vezes é preciso parar. Nem que seja ao fim da tarde, para apanhar um pouco de brisa fresca, na varanda, enquanto se pensa em nada.

#elcorteinglespt

@elcorteinglespt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: